www.hojeamazonia.com.br

OPÇÕES
Logo
Sábado, 25 de setembro de 2021
Publicidade
Publicidade

Cidades

Bolsonaristas estão se especializando em fake news

Uma rede de bolsonaristas produz pelo menos uma noticia falsa por dia

Publicidade
Publicidade
Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Foto de ato pelo impeachment em 2016 é atribuída nas redes a manifestação por Bolsonaro

Uma foto que mostra uma manifestação pelo impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT) em 2016 circula nas redes fora de contexto, atribuída a um ato bolsonarista . A imagem é exibida em posts ao lado de outra, de um protesto da CUT (Central Única dos Trabalhadores), como forma de comparar as popularidades do ex-presidente Lula e de Jair Bolsonaro.


Postagens com o conteúdo enganoso reuniam ao menos 12 mil compartilhamentos no Facebook até a tarde desta sexta-feira (14) e foram marcadas com o selo FALSO na ferramenta de verificação da plataforma ‌(‌saiba‌ ‌como‌ ‌funciona‌).


Será que pensam que somos idiotas?

 

Para se contrapor aos resultados da última pesquisa do Datafolha, que apontou o ex-presidente Lula (PT) na dianteira para as eleições de 2022, publicações nas redes sociais comparam duas fotos para sugerir que a popularidade de Jair Bolsonaro seria maior. A imagem atribuída ao ato bolsonarista, porém, é de 2016 e retrata uma manifestação convocada à época pelo impeachment de Dilma Rousseff (PT).

A foto foi registrada na Esplanada dos Ministérios, em Brasília, no dia 13 de março daquele ano por Wilson Dias, da Agência Brasil. Na ocasião, cerca de 100 mil pessoas, segundo a Polícia Militar, protestavam contra a corrupção e pediam a saída da então presidente.


Protesto. Foto tirada no dia 13 de março de 2016, na Esplanada dos Ministérios, em Brasília (DF)

A outra foto usada na comparação mostra um protesto com integrantes da CUT (Central Única dos Trabalhadores), mas Aos Fatos não conseguiu identificar a origem da imagem, o local, o motivo da manifestação e quando ela foi realizada. Nos posts checados, o registro do ato com poucas pessoas é exibido em alusão à popularidade do ex-presidente Lula.

Datafolha. A pesquisa citada pelas publicações foi divulgada no dia 13 de maio com base em respostas de 2.071 entrevistados em todo o Brasil. Em cenário estimulado, o levantamento apontou que Lula teria 41% das intenções de voto no primeiro turno de 2022, contra 23% de Bolsonaro. Num eventual segundo turno entre os dois, o Datafolha estimou que o petista venceria com 55% dos votos e o atual presidente teria 32%

Comentários:

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade