www.hojeamazonia.com.br

OPÇÕES
Logo
Quinta, 20 de janeiro de 2022
Publicidade
Publicidade

Cidades

Cadastro para castração de cães e gatos segue em Porto Velho

Ação busca combater a procriação indesejada e o abandono de animais

Publicidade
Publicidade
Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Dando continuidade às políticas públicas de bem-estar animal, o município mantém o chamamento para a castração de animais domésticos com idade superior a seis meses. Os donos de cães e gatos podem solicitar a castração gratuita dos seus pets.

A ação é executada por meio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Sema) e segue as orientações da portaria nº 198, de 11 de junho, que estabelece os critérios para esse procedimento.

Inicialmente, as cirurgias serão realizadas em um hospital veterinário contratado para a castração e microchipagem. O objetivo é fazer o controle populacional de animais na cidade, combatendo a procriação indesejada e, consequentemente, o abandono desses animais.

Os trabalhos de castração e microchipagem, além do fornecimento gratuito de ração, contemplaram inicialmente os abrigos e ONGs catalogados pela Sema. Na sequência, o serviço de assistência ampliou ainda mais, contemplando os munícipes cadastrados no CadÚnico para a realização do procedimento de castração de seus animais.

Alexandro Pincer, secretário da Sema

Para isso, é necessário que o tutor do pet procure a Sema apresentando os documentos pessoais e o cartão do CADÚnico para inseri-lo na lista de espera e encaminhá-lo ao hospital veterinário contratado para a castração e microchipagem. O procedimento só é confirmado após análise da clínica veterinária, onde exames avaliarão se o animal está apto ao método.

AÇÃO PREVENTIVA

O secretário da Sema, Alexandro Pincer, explica que a ampliação da assistência pelo município é uma estratégia eficaz para impedir problemas oriundos do aumento descontrolado de animais domésticos, principalmente nas ruas.

“A superpopulação de animais domésticos é um caso de saúde pública. É preciso entender que muitos animais não conseguem um lar e acabam nas ruas da nossa cidade procriando descontroladamente, se tornando portadores de doenças graves, causando acidentes ou sendo atropelados. Queremos que a população saiba que isso não é uma mutilação, mas uma ação preventiva”, afirmou o secretário da Sema, Alexandro Pincer.

VANTAGENS DA CASTRAÇÃO

Entre as vantagens da castração de animais estão a diminuição do risco de câncer de mama, redução da frustração sexual diminuindo o risco de fugas, atropelamentos e brigas com outros machos.

Castração gratuita é ofertada a famílias hipossuficientes do município

As fêmeas não ficam mais vulneráveis a infecções uterinas graves e nos machos se reduz, em grande escala, os problemas de próstata e evita-se o câncer de testículo, que pode ser fatal. Além disso, não entram mais no cio, poupando os tutores de lidar com o sangramento e com possíveis cães de rua importunando no portão. Cães e gatos machos sentem menos necessidade de marcar o seu território com urina.

“Também como consequência do procedimento, é que o animal de estimação pode ficar mais dócil, facilitando a interação e reduzindo situações problemáticas, especialmente entre os que tinham comportamento agressivo antes”, ressaltou o veterinário da Sema, Bruno Sadeck.

SOBRE O CADASTRO

O cadastro de solicitação para o procedimento é feito exclusivamente na gerência de Bem-Estar Animal da Sema, localizada na rua Brasília, nº 2512, bairro São Cristóvão, de segunda a sexta-feira, das 8h às 14h.

No ato do cadastro é necessário que o munícipe apresente cópias do documento pessoal (RG e CPF), do comprovante de residência ou declaração de residência atualizado, além do atestado de hipossuficiência - Número de inscrição social (NIS) ou Cadastro único (CADÚnico).

 

 

 

Fonte/Créditos: Superintendência Municipal de Comunicação (SMC)

Comentários:

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade