Hoje Amazônia - Portal de Notícias

Quinta-feira, 18 de Julho de 2024

Geral

Como descartar vidro de maneira correta?

A reciclagem do vidro é um processo de grande importância para a destinação desse material que está presente diariamente na vida da população.

Marisa de Souza
Por Marisa de Souza
Como descartar vidro de maneira correta?
https://igarapenews.com.br/
IMPRIMIR
Espaço para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

Descartar resíduos corretamente já tem se tornado parte da rotina de muitas pessoas e instituições, que compreendem a importância desse procedimento para a preservação do meio ambiente e a manutenção da qualidade de vida dos seres humanos.

O vidro é um dos materiais recicláveis com maior tempo de decomposição, o que faz com que o seu reaproveitamento seja fundamental para evitar o acúmulo de lixo.

Neste post, falamos sobre as particularidades da reciclagem do vidro, além de sua importância para a preservação do meio ambiente. Confira!

Leia Também:

Impactos do descarte incorreto do vidro

O grande volume de resíduos gerados pela ação humana, seja nas residências ou em ambientes de maior produção, como as empresas e indústrias, é um assunto que tem gerado preocupação entre ambientalistas.

Diversos estudos apontam para a necessidade de medidas efetivas que auxiliem no controle da produção de resíduos, como é o caso do Diagnóstico de Manejo de Resíduos Sólidos Urbanos do Brasil.

Os dados fornecidos pelo estudo mostram que o país gera 82 milhões de toneladas de lixo todos os anos e recicla apenas 2%, dando origem a um acúmulo crescente de materiais descartados nos aterros sanitários, ou até mesmo nos lixões a céu aberto.

Embora os aterros sejam uma alternativa menos poluente e capaz de impedir a contaminação do meio ambiente devido à liberação de substâncias tóxicas na atmosfera, no solo e na água, esses locais têm vida útil limitada.

Afinal, o crescimento do acúmulo de itens nesses espaços pode comprometer a acomodação de novos resíduos descartados.

A reciclagem do vidro desempenha um papel fundamental nesse cenário, tendo em vista que o material é classificado como um resíduo inerte, ou seja, que não se degrada no contato com a natureza, não liberando substâncias tóxicas.

Por não se degradar, o principal impacto causado pelo descarte incorreto do vidro não é a poluição do meio ambiente, mas o próprio acúmulo de lixo nos aterros, que poderiam acomodar outros materiais que não podem ser reciclados, por exemplo.

Além disso, é importante lembrar que a reciclagem do vidro é um procedimento conduzido por profissionais capacitados e preparados para essa tarefa, evitando acidentes de trabalho que podem ser causados por esse material durante a coleta de resíduos comuns.

Por esses motivos, um descarte apropriado desses materiais se faz fundamental para a preservação do meio ambiente e desempenha um papel de grande importância na adoção de práticas mais sustentáveis no dia a dia da população e das empresas. 

Como deve ser realizado o descarte?

O processo de reciclagem do vidro depende, primeiramente, de um descarte apropriado desses materiais, que não devem ser mantidos junto aos resíduos comuns.

Nas residências, é importante iniciar a separação dos materiais dividindo o lixo orgânico do reciclável, para que não haja contaminação dos itens que serão reaproveitados.

Em seguida, é importante lembrar de tomar cuidado ao descartar o vidro, pois os objetos podem quebrar e dar origem a cacos e pedaços capazes de cortar os profissionais responsáveis pela coleta.

O mais recomendado, principalmente quando se tratam de objetos que já estão quebrados, é utilizar algum tipo de papel para embalar o material, além de indicar a natureza do conteúdo.

Por outro lado, o vidro também pode ser um resíduo resultante dos processos produtivos de empresas, de maneira que descartá-lo corretamente é fundamental não apenas para a preservação do meio ambiente, mas também para o cumprimento da legislação.

Desde 2010, a Política Nacional dos Resíduos Sólidos (PNRS) estabelece que instituições e empreendimentos são responsáveis pelo lixo que geram, desde o momento do descarte até sua destinação final.

Nesses casos, é importante elaborar um Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos (PGRS) e contar com uma empresa especializada no processo de coleta desses materiais, para que possam ser encaminhados às cooperativas de reciclagem de maneira segura.

Quando chegar a hora de ser reciclado, o vidro será dividido de acordo com características próprias do material, respeitando as particularidades de cada variedade.

Quais as particularidades da reciclagem do vidro?

Você sabia que o vidro é um dos materiais com maior índice de reaproveitamento a partir do processo de reciclagem? 

Um quilo de vidro quebrado, por exemplo, dá origem a exatamente um quilo de vidro novo. Além disso, o material pode ser reciclado infinitas vezes, por conta de particularidades das substâncias que o compõem.

O processo é constituído por algumas etapas, iniciando com a limpeza dos itens descartados, os quais são triturados e, por fim, fundidos a uma temperatura de cerca de 1300 °C.

Além de ser inteiramente reaproveitado, é importante lembrar que a reciclagem do vidro proporciona uma economia de 70% na produção do material, em comparação à sua fabricação a partir de matéria-prima virgem.

A preservação de recursos naturais é mais um dos diversos benefícios proporcionados pelo processo.

Estudos apresentados na Assembleia da ONU para o Meio Ambiente, de 2019, indicam que a extração desses recursos triplicou desde a década de 1970, chegando a um total bastante preocupante de 92 bilhões de toneladas retiradas anualmente da natureza.

Além disso, a pesquisa também aponta a tendência de um crescimento significativo desse número, o que reforça a necessidade de alternativas mais sustentáveis para os processos produtivos da indústria.

Nesse sentido, a reciclagem é de grande importância para a preservação do meio ambiente, permitindo que materiais descartados sejam reinseridos na cadeia produtiva, evitando a utilização de nova matéria-prima retirada da natureza.

No caso da reciclagem do vidro, essa importância é reforçada pelo grande potencial de reaproveitamento que o material proporciona, garantindo um procedimento efetivo e que contribui com a diminuição do acúmulo de resíduos gerados pela ação humana.

Mas, afinal, quais tipos de vidro podem ser reutilizados? Confira alguns deles:

Tipos de vidros recicláveis

Para uma separação eficiente dos resíduos, é importante lembrar que a simples presença do vidro em um objeto não significa que ele possa ser reciclado. 

Alguns exemplos de itens que podem passar pelo processo de reciclagem são:

  • garrafas, independentemente da cor do vidro,
  • potes de conserva,
  • frascos de perfumes,
  • pára-brisas de automóveis,
  • vidro de janelas,
  • utensílios de cozinha, como pratos e copos,
  • cacos de vidro.

Por outro lado, alguns objetos não podem ser descartados com o vidro comum, como é o caso de:

  • lâmpadas, 
  • vidros temperados,
  • espelhos,
  • porcelanas,
  • ampolas de remédios,
  • lentes de óculos.

Por isso, é importante estar atento aos itens descartados no seu dia a dia, seja no ambiente de uma residência ou nas instalações de uma empresa.

https://igarapenews.com.br/como-descartar-vidros-de-maneira-correta/

Comentários:

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!