www.hojeamazonia.com.br

OPÇÕES
Logo
Sábado, 21 de maio de 2022

Política

Expedito Junior defende consenso com Jaqueline Cassol e Jaime Bagattoli em torno do projeto político de Marcos Rogério

Expedito garante que o PSD está pronto para participar das eleições.

Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

O pré-candidato ao Senado Federal e um dos principais nomes do PSD de Rondônia conversou esta semana com a reportagem do Extra de Rondônia, ocasião em que afirmou ser necessária a busca de consenso entre ele, Jaqueline Cassol e Jaime Bagattoli na questão da candidatura ao cargo dentro do grupo liderado por Marcos Rogério, que pretende disputar o governo estadual.

Expedito Junior acredita que a divisão e eventual lançamento de candidaturas ao Senado do trio só enfraqueceria Rogério, “que precisa desta união partidária para ter tempo de propaganda política gratuita e apoio de lideranças regionais que seguem esses pré-candidatos”.

O dirigente do PSD não vê problema algum em se conciliar com Jaime Bagattoli ou mesmo com Jaqueline, e estaria disposto até mesmo a abrir mão de sua pretensão política em torno de um projeto que leve Rogério ao governo, tendo também suporte parlamentar em Brasília e na Assembleia Legislativa.

Ele também disse que quem deve ser o grande articulador desta união é o próprio Marcos Rogério, e que sempre o aconselhou neste sentido.

senador Marcos Rogério

A respeito do PSD, Expedito garante que o partido está pronto para participar das eleições, é organizado de ponta a ponta no Estado, e dispõe de nomes para concorrer de governador a deputado estadual.

A meta da legenda é estar na frente política que vença as eleições majoritárias, ampliar a bancada na ALE para três cadeira e também manter ou mesmo aumentar sua representatividade na bancada federal.

Sobre a ruptura de Hildon Chaves com o grupo do qual ele faz parte a favor do governador Marcos Rocha (União Brasil), Junior afirma que a amizade entre eles não foi prejudicada, e que entende o posicionamento do prefeito de Porto Velho.

“Afinal, ele precisa governar uma cidade com muitos problemas, e está recebendo mais duzentos milhões do governo do Estado para atender demandas urgentes, portanto eu compreendo seu posicionamento”, declarou.

Finalizando, ele revelou que, caso seja definido como candidato ao Senado e conquiste a vaga, pretende trabalhar no sentido de atender a pautas de maior abrangência, defendendo a união estre as bancadas federais da Região Norte em torno de um projeto de duplicação da BR 364, além do fortalecimento da agricultura familiar e do sistema de saúde no Estado.

Fonte/Créditos: Extraderondonia

Comentários: