www.hojeamazonia.com.br

OPÇÕES
Logo
Terça, 02 de março de 2021
Publicidade
Publicidade

Geral

Policia apreende armas, dinheiro e computadores na casa de Belo

O cantor é investigado pela realização de um show no sábado (13), apesar das proibições devido à pandemia.

Publicidade
Publicidade
Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

A Polícia Civil do Rio apreendeu, em um cofre encontrado na casa do cantor Belo, duas pistolas, munição, dinheiro em espécie e um computador.

A operação realizada nesta quarta-feira (17) levou à prisão o artista e dois produtores pela realização de um show que provocou aglomeração em uma escola municipal no Complexo da Maré, durante o feriado de carnaval.

O material foi apreendido na casa do artista, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio. Belo foi preso pela Delegacia de Combate às Drogas (DCOD) em Angra dos Reis, na Costa Verde.

A polícia também apura a invasão ao colégio onde foi realizada a apresentação, sem a autorização da Secretaria Municipal de Saúde. Segundo investigadores, as salas de aula do Ciep 326 – Professor César Pernetta foram utilizadas como camarotes.

Operação 'É o que eu mereço'

A operação se chama "É o que eu mereço", em referência a uma das músicas do cantor, que chegou à delegacia no Rio por volta das 15h30 desta quarta.

Na chegada, ele afirmou que precisa "saber o que está acontecendo enquanto achar que cantar e fazer musica é crime".

Mulher de Belo, a modelo Gracyanne Barbosa, que visitou Belo na Cidade da Polícia nesta quarta, postou um texto no Instagram. Ela argumentou que o marido "chega pela porta de trás nos locais de shows, vai direto ao camarim e entra no palco" e que "só em cima dele tem o contato e a noção do público".

Após ter aberto inquérito para apurar as circunstâncias do show de Belo na Maré, a DCOD cumpriu nesta quatro mandados de prisão preventiva e cinco de busca e apreensão.

Uma das buscas foi na sede da produtora Série Gold, organizadora do evento, onde foram apreendidos equipamentos, a aparelhagem de som, documentos e veículos. Na casa de Belo, foram apreendidos dinheiro e duas pistolas.

Os quatro mandados de prisão preventiva foram contra:

Marcelo Pires Vieira, o Belo, cantor – preso em Angra dos Reis, na Costa Verde;

Célio Caetano, sócio da produtora – preso em Macaé;

Henriques Marques, o Rick, também sócio da produtora – preso no Rio;

e Jorge Luiz Moura Barbosa, o Alvarenga, chefe do tráfico no Parque União – não havia sido detido até a última atualização desta reportagem.

Outras prisões de Belo

Comentários:

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade