www.hojeamazonia.com.br

OPÇÕES
Logo
Sábado, 21 de maio de 2022

Política

Vinícius Miguel poderá ser o candidato ao governo pela Frente Democrática com Anselmo de vice

A Frente Democrática é formada por sete partidos, PT, PSB, PCdoB, PV, Solidariedade, PSOL e Rede.

Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

A menos de cinco meses das eleições, ou a exatos 144 dias, a esquerda rondoniense ainda não definiu quem será o candidato da Frente Democrática formada por sete partidos, ao governo de Rondônia. PT, PSB, PCdoB, PV, Solidariedade, PSOL e Rede ainda estão discutindo quem serão os candidatos ao governo, vice e senador da República. De três pré-candidatos, Anselmo de Jesus (PT), Vinícius Miguel (PSB) e Daniel Pereira (Solidariedade), os dois últimos estão na disputa de quem será o ungido pelo ex-presidente Lula.

Vinícius Miguel, recém ingresso ao PSB embora tenha resistência dentro do grupo, é o mais forte candidato devido à grande estrutura do partido no estado e ao deputado federal Mauro Nazif, muito próximo à cúpula nacional do PT. Além disso, pesa a favor de Vinícius o fato do PSB ser o partido do pré-candidato à presidência, Geraldo Alckmin. Nesse caso, o pré-candidato a vice-governador seria Anselmo de Jesus.

Além dos sete partidos que compõe a Frente Democrática, a possibilidade do PDT fazer parte do grupo é muito grande. O presidente estadual, senador Acir Gurgacz acena com essa possibilidade.

O candidato ao Senado pela Frente, por enquanto, é o professor e advogado Ramon Cujuí.

Os pré-candidatos ao governo

Estão definidas ou em fase  de definição, as seguintes candidaturas ao governo do estado de Rondônia: o atual governador Marcos Rocha (União Brasil), Leo Moraes (Podemos), Marcos Rogério (PL) e o Comendador Valclei Queiroz (AGIR). Marcos Rogério será lançado candidato oficialmente neste sábado, 14, em Ji-Paraná.

Comentários: