www.hojeamazonia.com.br

OPÇÕES
Logo
Sábado, 27 de fevereiro de 2021
Publicidade
Publicidade

Agro

Tereza Cristina defende menos burocracia para acesso ao crédito rural

Durante reunião com sistema cooperativo, a ministra da Agricultura disse que a intenção é modernizar o crédito agrícola no país

Publicidade
Publicidade
Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Durante reunião virtual realizada com representantes de cooperativas agrícolas nesta quinta-feira, 18, a ministra da Agricultura Tereza Cristina defendeu a modernização do crédito rural. No encontro que contou a participação do presidente do Banco Central, Roberto Campos, a ministra ressaltou o bom relacionamento com a autarquia.

“Nossa intenção é modernizar o crédito rural, trazendo menos burocracia e mais agilidade. Eu desconheço uma interatividade tão boa quanto a que temos com o Banco Central e o ministério da Economia, por isso, vai dar tudo certo”, destaca.

Em sua participação, o presidente do BC falou sobre a relevância da autonomia da instituição e que isso só fortalece as políticas públicas. “Modernizar é importante e é uma tendência, e por isso estamos buscando mecanismos que possam viabilizar mais recursos ao setor agropecuário, desburocratizando e dando mais autonomia ao mercado”.

Em comunicado, o Sistema OCB disse que a reunião teve a intenção de alinhar a perenidade dos programas e das linhas de financiamento de crédito rural que beneficiam os empreendimentos cooperativos voltados ao custeio, giro, comercialização e investimento, conforme explicitado nos diferentes capítulos do Manual de Crédito Rural (MCR), mantendo a arquitetura e as bases para sua adequada aplicação.

Ainda segundo o sistema, os cooperados aproveitaram a reunião para falar sobre as políticas públicas que reforcem o papel das cooperativas de crédito na inclusão financeira e no desenvolvimento regional do país, de forma a capilarizar o acesso aos produtores, micro e pequenos negócios tanto no campo quanto na cidade, com taxas e juros menores e melhores condições para milhões de brasileiros.

Comentários:

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade