www.hojeamazonia.com.br

OPÇÕES
Logo
Sexta, 12 de agosto de 2022

Curiosidades

VÍDEO: pescador flagra candiru tentando 'comer' arraia viva no rio Madeira em RO

Candiru é conhecido como peixe vampiro, pois se alimenta de sangue de outros animais.

Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Pescador flagra candiru tentando 'entrar' em arraia no rio Madeira

O pescador esportivo João Cordeiro estava no rio Madeira quando puxou a linha e observou que tinha fisgado uma arraia, em Porto Velho. Ao tirar o animal da água, ele foi surpreendido por um candiru que tentava entrar na arraia para 'comê-la' viva.

No vídeo acima é possível ver o momento em que João puxa a arraia do rio e o candiru tenta entrar nas brânquias dela. O peixe vampiro acaba sendo retirado pelo pescador.

Candiru: quem é o temido 'peixe vampiro' e por que ele ameaça banhistas de rios da Amazônia

Saiba quais os principais tipos de candirus do Rio Madeira e onde eles são encontrados

O candiru é da família Trichomycteridae, que engloba mais de 280 espécies, com cerca de 40 gêneros. Ele é um parasita que se alimenta de outros peixes, e pode chegar a medir até 30 centímetros. Esse peixe é hematófago, ou seja, se alimenta do sangue de outros animais e alguns vivem em forma de parasitas nas brânquias de outros peixes. Na região em que está presente, ele é muito temido.

Pescador flagra candiru tentando 'entrar' e comer arraia viva no rio Madeira — Foto: João Cordeiro/ arquivo pessoal

João que nas horas vagas se aventura praticando pesca esportiva por rios da região, já registrou outros "encontros" com o candiru. Ele contou ao g1, que pela frequência de encontros com o animal não se surpreende mais com a sua força.

"O que me fez pensar durante essa pesca é que eu não sabia que até arraia ele [candiru] pegava" diz.

Mais de histórias de pescador...

Acompanhado com a câmera para guardar os registros das suas pescarias, João lembra de outro momento em que foi surpreendido pelo peixe vampiro: quando o candiru devorou a metade de um peixe fisgado durante uma pescaria.

“Já vi candiru vindo junto com o peixe, mas dessa forma foi a primeira vez”, disse

Peixe foi atacado por candirus no momento em que foi fisgado no rio Madeira, em Porto Velho — Foto: Reprodução/Instagram/João Cordeiro

Em outra pescaria, ele fisgou um peixe que estava acompanhado por um pirarucu. Na ocasião, o pescador relatou o quanto o animal é voraz e "sanguinário".

"Os candirus que entram nas pessoas, esses entram na uretra, em qualquer buraco que ele achar ele entra. Ele é pequeno, mas é voraz. Ele é atraído por sangue, urina, calor", conta.

Montagem candiru — Foto: João Cordeiro / Instagram

Peixe da amazônia

Segundo o biólogo Adriano Martins, a anatomia do candiru permite que ele se camufle nos rios barrentos da Amazônia, como o rio Madeira.

"Ele tem a cabeça e olhos pequenos, o corpo muito liso e coloração azulada que ajuda na camuflagem das águas turvas dos rios amazônicos. São peixes bem pequenos", explicou.

Adriano ressalta que, ao encontrar sua presa, o candiru usa técnicas para se fixar e, em alguns casos, sua retirada só é possível através de cirurgia.

Como evitar acidentes com candiru?

Em Rondônia, há cerca de 10 casos por ano de penetração do candiru em orifícios do corpo humano, como uretra, ânus e vagina. Para evitar acidentes com o peixe, a doutora em desenvolvimento sustentável do trópico úmido, Carolina Rodrigues da Costa Doria, que atua na Universidade Federal de Rondônia (Unir), explica que só é recomendada a entrada nos rios amazônicos com as roupas adequadas.

"É importante ressaltar que não é um peixe feroz que vai comer gente viva, pois isso não acontece. O pescador que pesca no Madeira sabe que é um rio que tem candiru e que não é todo dia e toda hora que encontra o peixe no rio".

"O candiru não vai comer ninguém vivo, também não vai entrar em pessoas que estiverem nadando corretamente vestidas com biquíni ou sunga", disse.

Fonte/Créditos: g1ro

Comentários: