Hoje Amazônia - Portal de Notícias

Quinta-feira, 18 de Julho de 2024

Agro

Vazio sanitário começa em Rondônia; entenda importância do 'descanso' do solo

Objetivo é controlar a ferrugem-asiática da planta, chamada de Phakopsora pachyrhizi. Vazio sanitário vai até 10 de setembro.

Hoje Amazônia
Por Hoje Amazônia
Vazio sanitário começa em Rondônia; entenda importância do 'descanso' do solo
Vazio sanitário da soja — Foto: Camila Roberta Javorski Ueno/Adapar
IMPRIMIR
Espaço para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

A partir do dia 10 de junho, os produtores de soja de Rondônia devem cumprir mais um vazio sanitário, período de 90 dias em que o solo deve ficar 'descansando'.

De acordo com o Ministério da Agricultura, o objetivo é controlar a ferrugem-asiática da planta, chamada de Phakopsora pachyrhizi.

Vazio sanitário

Leia Também:

O fungo causador da Ferrugem é do tipo ”biotrófico”, ou seja, necessita da planta viva para sobreviver e completar seu ciclo vital.

Fundamentado neste conhecimento, foi instituído o vazio sanitário - período obrigatório de no mínimo, 60 dias, em que não pode semear ou manter plantas vivas de soja no campo.

Esse período de ausência total de plantas vivas de soja vai até o dia 10 de setembro.

O fungo da ferrugem, além de ser do tipo biotrófico, é bastante leve e seu principal meio de dispersão são as correntes aéreas (vento) e as principais fontes de inóculos eram as lavouras de soja na entressafra (soja irrigada), plantas guaxas (voluntárias, gaudérias ou tigüeras) e também as lavouras de países vizinhos, especialmente da Bolívia e do Paraguai.

De acordo com a Embrapa, ao eliminar as plantas de soja na entressafra, quebra-se o ciclo do fungo, reduzindo assim a quantidade de esporos presentes no ambiente.

O descumprimento do vazio sanitário em Rondônia gera multa e destruição da área plantada.

FONTE/CRÉDITOS: g1ro
Comentários:

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!